Breaking news
  1. RedBlues Christmas Camp – 19 a 22 Dezembro
  2. Atletas do Maia Basket distinguidos na Gala do Desporto 2017 da CM Maia
  3. Seleções ABP Sub12 – Convocatórias para Estágio de Verão
  4. Seleções ABP Sub13 e Sub15 – Convocatórias para Estágio de Observação
  5. RedBlues Offseason Camp 2017 – 19 junho a 28 julho
  6. Fase Final Nacional Sub14 Femininas – Maia

HISTÓRIA

O MAIA BASKET CLUBE é, como o próprio nome indica, um clube de basquetebol nascido, criado e sediado no Concelho da Maia.
É um clube muito jovem – só ainda não completou 14 anos de vida -, mas com uma existência muito intensa e já com uma História, mesmo que curta, para contar.

O MBC nasce na época de 1997/98, pela iniciativa do então Presidente da Câmara Municipal, o saudoso Prof. Dr. Vieira de Carvalho, com o intuito de integrar a Liga Profissional de Basquetebol, colmatando uma lacuna existente na panóplia das modalidades desportivas do concelho da Maia, a maioria das quais já tinha atingido um papel de relevo, disputando os principais campeonatos da respectiva disciplina.

No Basquetebol, à data, existia – e existe – a Juvemaia, mas a intenção era associar a este clube a formação, “libertando” o MBC para o campeonato da Liga.
Por vicissitudes várias, o MBC não integram a Liga dessa época. E ainda bem que assim sucedeu, pois foi possível, então, implementar um plano de desenvolvimento para a modalidade no concelho, tendo como principal objectivo a iniciação e a formação, cientes que os frutos de tal sementeira necessitavam de tempo para crescer e amadurecer.

Era evidente a necessidade de uma “âncora” que atraísse os jovens à prática da modalidade, “âncora” essa que fosse em simultâneo, a imagem do clube, quer pelo seu espírito competitivo, quer, sobretudo, pelo seu comportamento cívico e ético.
E é assim que nasce a equipa de seniores masculinos, maioritariamente formada por atletas que transitaram da Juvemaia – esta, entretanto, passando a representar o basquetebol feminino do concelho – e reforçada com jovens vindos de outros clubes que acreditaram no projecto do MBC e garantiram o nível competitivo que o concelho exigia.

“Maia – Capital do Basquetebol 2004”

Reconhecendo que só um forte empenho na formação garantiria a sustentabilidade futura do clube – possibilitando a sua autonomia ao nível dos escalões mais velhos – e que a visibilidade e implantação do clube – essencial à captação de jovens atletas – exigia um elevado nível competitivo da equipa sénior, definiu-se como “Maia – Capital do basquetebol 2004” o objectivo a perseguir, como corolário dos anteriores.

“Maia – Capital do Basquetebol 2004” constituiu uma “caminhada” em crescendo, isto é cada época desportiva foi o subir de mais um degrau em relação à época anterior.

No curto espaço de 7 anos, passou-se de 32 atletas federados, em 1997/98, para 130 em 2004/05 e de 1 treinador para 7 treinadores no mesmo intervalo de tempo.
E, no mesmo período: os Iniciados subiram do 17° lugar para 1° no “ranking da Associação de Basquetebol do Porto; os juniores A alcançaram o 1° lugar no Campeonato Distrital, o 1° lugar no Campeonato Regional e o 4° lugar no Nacional; os Seniores subiram da II Divisão B ao 5° lugar da Proliga, feito tão mais meritório quando se sabe que foi a única equipa a disputar este campeonato só com jogadores nacionais.

A estes marcos desportivos da vida do clube há ainda que somar outros, com destaque para o acréscimo progressivo de atletas nos escalões da formação; o Campeonato Distrital de Iniciados, na época 2003/04; os sucessos da equipa de juniores E3 e, mais tarde, da equipa de juniores A, Campeões Distritais em 2001/02 e 2002/2003; as consecutivas subidas de divisão da equipa principal de seniores (da II Divisão B para a II Divisão A, em 2001/02, e da II Divisão A para a Proliga, em 2002/03; o primeiro lugar da equipa B de seniores no seu grupo da II Divisão B; a chamada a selecções distritais e nacionais de vários atletas do Clube; o sempre aguardado Torneio Prof. Dr. Vieira de Carvalho, para o escalão de minis.

E o reconhecimento dos méritos do clube está patente nos vários galardões com que foi distinguido pela ABP, em diferentes épocas desportivas: atleta do ano; director do ano; treinador do ano.
A estes prémios não é alheio o contributo da Câmara Municipal para o desenvolvimento do basquetebol aos níveis do concelho e da região e que foi reconhecido pela ABP com a atribuição do galardão para a Autarquia do Ano, referente à época 2000/01.

Na época de 2010/2011 a equipa de SUBI 4, vence o Campeonato Nacional.
E é este “curriculum” que faz do MBC uma referência que ultrapassa o âmbito regional, reconhecido pela sua ambição e postura e por uma gestão assente numa estratégia pré–concebida, por um enorme rigor orçamental e por uma participação empenhada de atletas, pais, equipa técnica e direcção.
Embora os êxitos do Clube sejam o resultado dum empenho colectivo, deve-se aos treina-dores uma quota-parte significativa desse mesmo êxito.

Neste aspecto, a estratégia do clube passou sempre por disponibilizar técnicos competentes e de reconhecidos méritos aos seus atletas, como o comprovam as solicitações diversas que os seus treinadores tiveram para dirigirem selecções de diferentes escalões.